Volks Extreme Performance

Limpeza do carburador

Muitos problemas de funcionamento do motor tem origem no carburador. Partida difícil, consumo elevado, perda de potência e até contaminação do óleo lubrificante (pelo combustível) podem ser causados pelo carburador. Por isso, o ideal é revisá-lo a cada 10.000 Km ou 20.000 Km no máximo, pois o carburador pode sofrer ataques do combustível, em suas partes metálicas, em especial os a álcool, que tem poder corrosivo maior que a gasolina. Por outro lado, impurezas podem se alojar no interior do carburador, entupindo passagens e giclês.

Para efetuar a limpeza do carburador, siga o seguinte roteiro:

  1. Retire o filtro de ar, anotando as posições das mangueiras de acionamento do sistema Thermac (se houver). Atenção para as mangueiras de captação de ar quente (ligada ao coletor de escapamento), que são frágeis e podem se romper.

  2. Com o filtro de ar removido, o carburador ficará exposto. Solte o cabo do acelerador e afogador (se houver); a mangueira que vem da bomba de combustível; a mangueira de vácuo para o distribuidor e conexões do Thermac e canister, com o cuidado de marcar ou anotar as posições de cada componente removido (tanto da mangueira como do carburador). Para tudo isso, geralmente uma chave de fenda e outra philips são suficientes; em alguns casos, utilizam-se chaves de boca de 6, 8 e, às vezes, 10 mm.

  3. Com o carburador livre de todos os seus dispositivos e conexões, observe sua fixação junto ao coletor de admissão. Nos carros mais recentes, em geral a fixação e feita por parafusos de 10 mm localizados na tampa; nos mais antigos, são porcas de 13 mm localizados na base. Depois de remover porcas ou parafusos, tire o carburador, com cuidado. Em certos casos ele fica colado na junta, e para soltá-lo bastam algumas leves pancadinhas com um martelo de borracha, junto à base (cuidado para não danificar o carburador). Fique atento para que não caia nada (porca, parafusos) para dentro do coletor. Tampe-o com um pedaço de cartolina, nunca com pano ou estopa.

  4. Com o carburador já retirado do motor, coloque-o em um recipiente (uma forma de bolo de alumínio é excelente para isso) e comece a desmontagem. Preste atenção na disposição correta de giclês, diafragmas, molas e bolinhas para não inverter a montagem depois. Atenção também para utilizar apenas ferramentas adequadas, pois muitas peças são frágeis e podem ficar danificadas com ferramentas incorretas. Separe os diafragmas e juntas do resto das peças.

  5. Retire agora a tampa do carburador, utilizando também uma chave de fenda ou philips. Após remover a tampa, observe se a bóia ficou presa na tampa ou no corpo do carburador (isso varia conforme o modelo do carburador). Se a bóia saiu junto com a tampa, cuidado para não entortar a haste da bóia, pois isso desregula o nível de combustível na cuba. Em carburadores mais antigos, a bóia fica presa junto ao corpo do carburador e é facilmente retirada com uma chave de fenda pequena.

  6. Com o carburador quase totalmente desmontado, os giclês ficarão expostos. Veja se é possível sua retirada (alguns carburadores têm giclês presos por pressão no corpo, o que dificulta muito a sua retirada). Quando a remoção dos giclês for possível, geralmente, estes giclês têm uma fenda reta. Não esqueça de marcar a posição dos giclês (são numerados). Retire todos os giclês e coloque-os dentro de um recipiente para serem lavados.

  7. Para fazer a limpeza, não é preciso retirar as borboletas de aceleração ou afogador, e nem as articulações de acionamento de acelerador ou afogador (às vezes só as articulações externas do afogador). Retire todas as peças que ficaram presas ao corpo ou à tampa, tanto na parte externa como na interna, como válvulas de abertura do segundo estágio, bóias, válvula-estilete, etc.. Juntas e peças elásticas não devem entrar em contato com os produtos de limpeza.

  8. Use gasolina, aguarrás ou líquido especial para limpeza de carburadores. Carburadores mais antigo podem ser limpos com thinner - os mais novos podem se estragar com esse produto. Num recipiente e usando pincel, limpe bem as peças. Deixe-as de "molho" durante uma hora em gasolina, aguarrás ou líquido limpo, para soltar bem a sujeira.

  9. Depois de bem limpos, enxague cada peça com água limpa, para remover quaisquer resíduas de gasolina, líquido de limpeza ou sujeira. Num recipiente limpo, deixe as peças secarem. Não use panos, muito menos estopa, pois soltam fiapos e podem entupir o carburador depois de montado.

  10. Ao remontar o carburador, troque todas as juntas e os diafragmas por outros novos. Basta seguir a ordem inversa da desmontagem, e pronto. É só regular a mistura e marcha-lenta e seu carro estará rendendo bem mais, além de ficar mais econômico.

Carburador - Antes de culpar o carburador - Entrada de ar falsa

Excesso de combustível - Limpeza do carburador - Regulando o carburador

Esquema do carburador Brosol 2E - Esquema do carburador Weber


   
 

 

Volks Extreme Performance - 1999/2015

Este site é mantido por entusiastas da marca VW, não possuindo
vínculo com a Volkswagen do Brasil e Volkswagen AG.